imagem de um organizador de eventos pensando no dinheiro que irá ganhar com a venda dos ingressos online
Engajamento, Planejamento | 6 minutos de leitura

Venda de ingressos online: boas práticas para o seu evento

Pronto para liberar a venda de ingressos? Não antes das nossas dicas. Confira!


Em nosso último artigo sobre as etapas da organização de eventos, falamos sobre a construção do site, um importante canal de comunicação com o participante e que muito provavelmente será a principal fonte de informações sobre seu evento.

O próximo passo após fazer o lançamento oficial do evento é liberar a venda de ingressos. Esse momento é muito aguardado pelos participantes, e claro, por você organizador. Afinal, é o primeiro sinal de que o evento será um sucesso!

Visto que muitos dos investimentos do projeto só podem ser iniciados com um certo dinheiro em caixa, é importante acertar na data de abertura das vendas. De acordo com uma pesquisa feita com clientes da mobLee, os ingressos ficam disponíveis com no mínimo 3 meses de antecedência.Mas é claro, quanto antes você iniciar mais chances terá de atingir o tão esperado sold out, ou seja, “esgotar os ingressos disponíveis”.

Com as facilidades do mundo digital, disponibilizar a compra online de ingressos é quase que obrigatório em qualquer tipo de evento. Além da comodidade oferecida ao participante, a organização do evento também pode se beneficiar da facilidade em monitorar os resultados e a rapidez em aplicar alterações de lotes, por exemplo.

Confira as dicas que preparamos para você decolar a venda dos seus ingressos:

1. Atente-se ao calendário

Lembre-se de tudo que pode influenciar na decisão de compra do participante: existe outro evento do ramo que costuma acontecer nesta época? Seu público já espera pelo início das vendas em alguma época especial?

Esta data não pode ser um segredo. Ao defini-la divulgue amplamente para criar expectativa para o evento! Além disso, garanta que você tenha o canal certo para essa divulgação. Plataformas como o Promote podem te ajudar!

2. Mantenha a sua presença online

Para que as vendas sejam bem sucedidas sua página precisa estar movimentada, ou seja, é preciso que as pessoas estejam acessando o site para encontrarem os ingressos.

Aqui surge uma questão importante: você sabe qual é a principal fonte de tráfego do seu site? Existem diversos canais onde seu evento pode ser divulgado, mas qual deles é o predominante? Essa informação será extremamente útil no processo de comunicação das vendas.

Por isso, nem sempre investir em mídia paga no Facebook, por exemplo, irá gerar o retorno esperado. Para aplicar corretamente seus esforços é preciso saber onde eles terão mais impacto.

3. Analise seus gastos

Por ser uma etapa tão importante, antes de abrir para o público é necessário uma cuidadosa análise financeira.

De início, todos os custos do evento devem estar mapeados, mesmo que alguns ainda sejam apenas estimados. Para não ser pego de surpresa, você precisa encontrar o ponto de equilíbrio entre as fontes de receita e os custos, podendo determinar uma quantidade mínima de ingressos a ser vendida para que o evento seja viável.

4. Organize-se em lotes

A organização em lotes é uma prática recorrente e que costuma gerar um senso de urgência no participante, se os lotes estão virando rápido significa que preciso garantir logo meu lugar! Não esqueça de considerar o ticket médio dos ingressos e as quantidades disponibilizadas em cada lote nas análises financeiras.

Se esta não for a primeira edição do evento, use os números a seu favor e trace metas baseadas no histórico. Lembre-se: mensurar os resultados é fundamental para o sucesso das suas estratégias.

5. Não esqueça das metas!

Uma boa prática é definir metas mensais para as vendas, dessa maneira se você perceber que está abaixo do esperado em dois meses consecutivos, por exemplo, poderá tomar ações corretivas e recuperar o resultado. Quando estiver analisando estes números utilizar uma ferramenta que traga o funil de vendas é primordial, dado que a quantidade de ingressos vendidos é consequência de diferentes etapas do trabalho.

Se as vendas não estiverem bem, você pode assumir que a falta de acessos no site é o motivo. Mas, e se os acessos estiverem maiores do que em anos anteriores, como encontrar o real problema a ser atacado? Ao ter visibilidade de todo o funil de vendas, você pode encontrar deficiências em outras partes do processo.

6. Problemas acontecem, esteja preparado para resolvê-los

Os participantes não acessam o meu site

Detalhando o primeiro cenário que citei no início do texto, se o público não encontra ou não acessa o site do seu evento, as vendas ficam comprometidas. Aqui, voltamos com a pergunta sobre a principal fonte de tráfego, sobre o perfil do participante e quais canais ele mais utiliza. Sabendo e estudando esses três pontos, você poderá direcionar melhor seus esforços de comunicação.

Além disso, o marketing digital é um importante aliado! Com ele, você pode entender como tornar o seu principal canal de comunicação (nesse caso, o site do seu evento) mais relevante nas buscas do Google. Se você quer saber mais sobre a importância das estratégias de SEO para o mercado de eventos, dê uma conferida nesse post!

Os participantes acessam, mas não compram ingressos

Um segundo cenário se forma quando, apesar de ter um bom tráfego, existe pouco interesse em compra. Isto é, o público visita o site, mas não clica nos botões de compra de ingresso, também chamados de CTA (Call to Action).

Neste contexto, é recomendado avaliar o conteúdo exibido no site. Se ele é muito extenso, e principalmente, se os pontos de diferenciação do evento estão evidentes. Ao percorrer o conteúdo, o visitante deve ser convencido de que precisa ir ao evento!

Os participantes têm interesse de compra, mas não concretizam a compra do ingresso

A terceira situação se dá quando, mesmo com interesses em compra, ela não se concretiza. Ao clicar em ‘comprar’ o participante mostra que tem interesse no evento, mas ele também possui uma expectativa de quanto poderá investir no evento.

Se os valores variam muito de uma edição para outra, ou até mesmo forem muito díspares de outros eventos similares, isso pode virar uma objeção e fazer com que ele perca interesse. Este ponto pode fazer com que a estratégia de lotes e precificação dos ingressos seja alterada, por isso é crucial identificar quando o evento está nessa situação.

Ei, você é um organizador, certo?

Agende uma conversa com um de nossos consultores de vendas, descubra como nossas soluções ajudam o seu evento!

Você faz eventos?






Conclusão

Para que essas dicas possam ser aplicadas, tão importante quanto um bom planejamento é ter a ferramenta correta para te auxiliar no acompanhamento dos resultados. O público fornece muitas informações que podem direcionar as estratégias de venda, e é preciso saber como coletar e interpretar esses dados.

Tem alguma dúvida ou ficou interessado em saber como impulsionar a venda de ingressos? Comenta aí embaixo ou fale com um dos nossos consultores, com certeza nós poderemos colocar esse artigo em prática para o seu evento :)

Bate-papo gratuito sobre o uso de tecnologia em eventos

Confira abaixo todos os outros posts da série:

  1. Organização de eventos: uma jornada que começa muito antes da grande data
  2. Planejamento: a primeira e mais importante fase da organização de eventos
  3. Atrair e vender: como fazer um site para o meu evento?
  4. Evento: 5 ações para não esquecer no grande dia!
  5. Avaliação de desempenho: o seu evento foi um sucesso?

Compartilhe esse conteúdo!

Gostou do que leu?

Então aproveite e continue sua leitura com alguns dos nossos conteúdos recomendados

Quer continuar o assunto?

Deixe um comentário para o autor desse artigo

Uma caixa de correio representando a caixa de entrada de email

Ei, quer nossos conteúdos direto na sua caixa de entrada?

Mais de 25.000 empresas já recebem os nossos conteúdos gratuitos sobre produção e organização de eventos. Cadastre-se agora, receba também!