Os e-mails marketing do seu evento é eficaz como poderia ser?

Os emails marketing do seu evento são realmente eficazes?

Os e-mails marketing do seu evento é eficaz como poderia ser?

Quando pensamos em um meio de divulgação digital para eventos, o email marketing é excelente para nutrir o relacionamento com os seus participantes. Além de ser um canal superconfiável, é uma ferramenta essencial para relacionar-se com participantes, reunir dados e impulsionar resultados, aumentando a sua audiência ou, simplesmente, divulgando o evento. Ter uma base de contatos qualificada, ou seja, composta por pessoas que sejam participantes em potencial, pode ser um importante fator de sucesso. Ainda assim, fazer uso desse tipo de canal de comunicação pode pressupor alguns desafios.

O email marketing pode ser utilizado de diversas maneira e com diferentes objetivos. Saber qual deles se alinha melhor às necessidades do evento é fundamental para conceber a sua estratégia. Você pode, por exemplo, criar newsletters, reunindo conteúdos variados, como notícias do evento, informações dos palestrantes ou até mesmo alterações de datas e local. Também é possível fazer uma campanha promocional, informando aos seus participantes sobre o que acontecerá no evento e quais as atividades propostas. Todos os emails podem trabalhar juntos em uma estratégia de marketing, o importante é segmentar seus leads (seus contatos qualificados que estão interessadas no evento), verificando seu nível de engajamento e se os resultados esperados estão sendo atingidos.

Ok, mas por onde começar para fazer um bom email marketing?

Primeiramente, é interessante buscar entender o que caracteriza um bom email marketing. Mesmo profissionais de eventos experientes podem se beneficiar com referências de qualidade. No caso dos emails marketing, em um primeiro momento, encontrar boas referências talvez não seja uma tarefa das mais fáceis. É por isso que existem sites como o Really Good Emails, que reúnem diversos emails para inspiração, separados por diferentes temáticas.

Além da busca por referências, é também importante entender qual o perfil da sua base de contatos, compreendendo seus interesses e, dessa forma, evitando o envio de conteúdos pouco relevantes e que, inevitavelmente, acabarão sendo ignorados. Em contrapartida, um bom email marketing, alinhado à audiência, pode resultar em uma base de assinantes engajada e leads qualificados. Por isso, reunimos algumas dicas para ajudá-lo a criar um email marketing eficaz e trazer resultados concretos para seu evento. Confira!

Passo 1: Comunique de maneira clara

Converse com o seu público utilizando o mesmo estilo de comunicação (linguagem e identidade visual, por exemplo) já utilizada na divulgação do evento. Assim, ao abrir o email marketing, ficará mais fácil para o destinatário entender exatamente do que se trata e quem é o remetente da mensagem. Não esqueça também de usar e abusar dos espaços em branco, eles aliviam a sensação de desordem e facilitam a visualização e o entendimento das informações.
E não se esqueça! Não basta simplesmente escrever. É preciso comunicar-se corretamente, informando o seu público de forma clara. Seu destinatário deve abrir o email e dar de cara com o que gostaria de ver: um conteúdo que considere relevante,  justifique abertura do email e desperte seu interesse acerca do evento.

Passo 2: Considere utilizar o marketing de conteúdo

Experimente variar o seu conteúdo. Ao invés de comunicar apenas informações sobre o evento, considere também enviar conteúdos relevantes acerca do tema dele. O é o que pode ser chamado de marketing de conteúdo. Ele consiste na criação de materiais de qualidade direcionado a certos segmentos de público, promovendo engajamento e posicionando a empresa que o produz como referência no assunto. Nesse infográfico, você pode conhecer melhor sobre como utilizar marketing de conteúdo para impulsionar seu evento.

Passo 3: Seja criativo até mesmo no assunto do email

Ter uma grande base de contatos pode ser o sonho de muitos organizadores de eventos, mas… E se eles receberem seu email e não o abrirem? Neste caso, algo está errado e deve ser averiguado. Muitas vezes, o problemas é mais simples do que parece. Além de um conteúdo relevante, é fundamental pensar em um assunto de email que desperte o interesse do seu público, estimulando-o a abri-lo.

Por isso, o assunto deve ser considerado tão importante quanto o próprio corpo do email, já que é o primeiro ponto de contato entre a audiência e a mensagem que você deseja transmitir. Mas cuidado para não exagerar no tamanho! Pesquisas indicam que os assuntos de email devem ter algo entre cerca de 20 e 40 caracteres. Caso você escolha um assunto muito longo, alguns dispositivos podem cortar a mensagem, dificultando sua visualização e, consequentemente, sua compreensão.

Passo 4: Certifique-se de que suas imagens sejam carregadas

Grande parte dos serviços de email costumam bloquear a abertura de imagens, com o intuito de aumentar a velocidade de carregamento das mensagens. Inclusive, emails que contenham apenas uma imagem, sem informação em texto, podem acabar sendo considerados spam. Por isso, o ideal é privilegiar o uso de texto e de um layout construído em HTML – uma espécie de esqueleto utilizado para a produção das páginas da web e também do email marketing.

Caso o seu email faça uso de imagens, é também importante fazer uso do chamado “alt text”. Embora muitas pessoas o confundam com o título da imagem, ele é a descrição dela e é inserido no email por meio do HTML. Em alguns casos, os destinatários não terão suas imagens carregadas no email e é aí que entra o alt text, informando textualmente o conteúdo delas e estimulando que o leitor, se possível, as carregue.

Passo 5: Facilite o cancelamento da inscrição

É importante dar liberdade aos contatos que recebem os emails marketing do seu evento. Por isso, deixe claro que ele pode cancelar a inscrição quando quiser. O objetivo é manter a lista saudável, não tendo seus emails marcados como spam ou ignorados. A ideia é que, se o conteúdo não é relevante para o seu público, não o envie. Se for relevante para boa parte da base de contatos, mas alguns poucos não se interessarem, é preferível que eles se descadastrem, mantendo apenas indivíduos engajados.

Passo 6: Teste, teste e teste mais um pouco!

Antes de clicar no botão enviar, você precisa revisar e interagir com o seu email das mais diversas formas. Uma boa dica é avaliar como o seu email se comporta em diferentes navegadores, dispositivos, tamanhos de tela e serviços de email, certificando-se que tudo seja exibido de acordo com o planejado. Se o tempo for curto, observe pelo menos como email funciona em um computador e um smartphone. Além disso, é também importante checar se todos os links estão sendo direcionados para as páginas desejadas. É fácil se confundir na hora de inserir links em um email, por isso, não custa ficar atento.

Passo 7: Analise os resultados

Diversos serviços para envio de email marketing, como o Mailchimp, fornecem aos usuários uma série de métricas acerca do desempenho das suas campanhas, permitindo avaliar, por exemplo, a porcentagem de emails abertos, de links clicados e afins. Você pode fazer quadros mensais com as informações mais relevantes, como taxa de rejeição, opt-outs (descadastros), visualizações e cliques para entender a evolução mensal de cada um. Esse estudo pode esclarecer o por quê de alguns resultados não estarem de acordo com as expectativas iniciais, dando margem para que estratégias de melhorias sejam planejadas.

Se você quiser validar algumas hipóteses, o chamado teste A/B pode ser uma boa pedida! Ele funciona da seguinte forma: cria-se dois emails marketing com algo diferente entre eles (cor, tamanho de fonte, disposição de conteúdo, etc) e então, cada um deles é enviado para um grupo de contatos diferentes, mas de mesmo tamanho. Depois disso, será possível avaliar o desempenho de cada email. Em alguns casos, eles serão virtualmente idênticos e nenhuma conclusão poderá ser extraída. Em outros momentos, o desempenho vislumbrado poderá ser bem distinto, com um email apresentando resultado superior ao outro. Quando isso acontecer, você poderá avaliar o que faz de um email melhor, reproduzindo essa característica no futuro.

Chave para o sucesso

O email marketing pode ser um dos principais canais de divulgação e aquisição de novos participantes, mantendo-os informados e engajados em torno do evento. Antes de criá-lo, é preciso ter em mente quais os seus principais objetivos da sua ação e como ela pode ser realizada de forma efetiva. Além de pensar na oportunidade que o email marketing pode trazer ao seu evento, busque melhorar a experiência do usuário: note suas necessidades, seus comportamentos e como reagem. Isso trará agilidade e melhorará consideravelmente seus resultados!

Comentários

comentários

Leia mais:
Estudo de Caso | Hepatologia do Milênio (congresso médico)

Fechar